sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Quinzena da Cidadania lança Concurso de Fotografia

Cerca de 20 pessoas participaram ontem num workshop de fotografia. O workshop de um dia enquadra-se nas actividades da Quinzena da Cidadania que arrancou esta sexta-feira (15) na capital sao-tomense. 



Coordenado pelo fotógrafo são-tomense Dário Pequeno Paraíso, este workshop teve como principal objectivo preparar os seleccionados para o concurso de fotografia promovido pelo projecto Mais Participação Mais Cidadania, no quadro da Quinzena da Cidadania que arrancou esta sexta-feira (15) na capital são-tomense.

Durante o encontro, Dário Pequeno Paraíso transmitiu aos 20 participantes seleccionados uma noção básica sobre a importância da fotografia, das funções das câmaras e lentes. Além disso, falou também dos formatos e sistemas, lentes (grande angular – normal – tele e macro – zoom e fixa), ISO, diafragma, velocidade, obturador da câmara, modos de focagem e medição de luz.

O tema do concurso de fotografia é “Cidadania, Participação e Direitos Humanos”. Por isso, durante uma semana estes “pequenos” profissionais irão usar a imaginação para criar fotos que traduzem o tema proposto, “tudo à volta da cidadania e humanidade principalmente. E que haja uma preocupação muito grande com o próximo. A partir de agora vão assimilar o que aprenderam aqui para terem um espaço de inspiração. O desafio está lançado. Agora é ir para a rua e desafiar a família, os amigos sobre pequeninas coisas”, disse o fotógrafo. 

Segundo o formador o workshop “foi bastante proveitoso. Muito positivo. Há realmente muito interesse dos jovens são-tomenses e de algumas pessoas de revolucionar visualmente a nossa ilha. Porque tem uma crise muito grande de identidade.” 

Os participantes estao empolgados com a realização do concurso e enalteceram a importância do worksop preparatório “foi uma matéria muito importante para os participantes, apesar do pouco tempo, mas foi muito útil. Estou optimista em relação ao concurso e estou cá de férias e vou participar e o tema é muito inspirador porque desperta consciência, disse António Barata, um dos participantes.

Já José Quaresma realçou que enquanto fotógrafo “é sempre uma mais valia participar nestas actividades e o concurso é muito aliciante».

Dos candidatos, Beldy Santos é uma das poucas mulheres inscritas e apesar de ter gostado do workshop, ainda não se decidiu em relação ao que fazer no concurso “vim participar no workshop porque me interesso por fotografia. Por casusa da disponibilidade do trabalho ainda não me decidi, mas darei o meu melhor, vou-me inteirar mais à volta do tema e logo se vê».

Os prémios do concurso de fotografias serão entregues no dia 22 de Novembro, às 17 horas, na Casa da Cultura. Um evento em paralelo com a apresentação do filme “ Mina Kiá “ de Katya Aragão e da conversa sobre o “papel da arte na cidadania”.

Sem comentários:

Enviar um comentário