quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Organizações da Sociedade Civil capacitadas em campanhas de advocacia para a mudança social



Cerca de 20 membros das Organizações da Sociedade Civil foram capacitados em como fazer uma campanha de advocacia para a mudança social. A formação foi facilitada por Luís Mah, ex-coordenador da Campanha do Milénio das Nações Unidas e professor no ISEG de Lisboa. Esta formação surge no seguimento de um conjunto de acção de capacitação à sociedade civil para o seguimento e participação na gestão da governação. 

Durante três dias, os formandos puderam aprender, segundo o formador, “como é que se faz uma campanha para a mudança social. Propus e ensinei algumas técnicas a sociedade civil santomense sobre como é que se pode influenciar as políticas públicas para que elas sirvam da melhor maneira o interesse comum, desenhando mensagem e identificando o público-alvo, como mobilizar as pessoas em torno de um problema específico do país”, concluiu. 

Para Júlio Lima, um dos beneficiários dessa acção de capacitação, “a Fundação Novo Futuro como uma organização que trabalha com crianças em situação de vulnerabilidade, essa formação pra mim, como técnico da mesma fundação é realmente uma mais vália, uma vez que o tema desta formação tem muito a ver com a necessidade do nosso trabalho e com o nosso público alvo, especificamente por se tratar de metodologia para construção de campanhas de advocacia pública. Em termos de aprendizagem, retive a forma como uma campanha deve ser elaborada tomando em conta os factores envolventes, pessoas, e analisar bem a credibilidade da nossa organização para passar determinadas mensagens”. 

Esta acção aconteceu entre 27 e 29 de Janeiro e teve lugar no Centro Cultural Português, na cidade de São Tomé. Surge no quadro do projecto Sociedade Civil pelo Desenvolvimento, com apoios financeiros da União Europeia e da Cooperação Portuguesa.

Sem comentários:

Publicar um comentário