_ Iniciativa Africana Concertada para a Reforma Orçamental / Collaborative Africa Budget Reform Initiative

Temas: Transparência Orçamental; Prestação de Contas

País ou região de implementação: África

Organizações promotoras: Banco Africano de Desenvolvimento, OCDE, Instituto do Banco Mundial, entre outros

Descrição:
Lançada em 2008, esta iniciativa reúne uma rede de altos quadros dos ministérios das Finanças e/ou do Plano de países africanos. Apesar de todos os Estados do continente africano terem sido convidados a aderir, através da assinatura de um acordo internacional, até à data apenas 13 países são signatários. Gana, Quénia, Mali, Ruanda, Senegal e África do Sul são os seis países fundadores, aos quais se juntaram ao longo dos últimos anos as Maurícias, República Centro Africana, o Lesoto, a Libério, o Burkina Faso, a Gâmbia e a Costa do Marfim (aqui apresentados por ordem cronológica de adesão).

 O principal objectivo desta iniciativa é assegurar uma prestação de serviços eficazes e transparentes, bem como um crescimento económico e um desenvolvimento sustentável, através de uma gestão íntegra, transparente e responsável dos recursos e finanças públicas dos Estados africanos.

Os membros aderentes desta iniciativa beneficiam de acesso a um conjunto de ferramentas e de recursos de aprendizagem de qualidade e de asistência técnica ao nível nacional para implementar as reformas necessárias. Além disso, promove uma maior coesão e concertação de posições entre os Estados africanos sobre questões orçamentais e fiscais, reforçando a sua posição na arena internacional.

O trabalho da Collaborative Africa Budget Reform Initiative (CABRI) centra-se sobretudo na prestação de contas, na promoção da transparência, no reforço dos sistemas de gestão financeira pública, no valor do dinheiro no sector financeiro, na capacitação institucional, na partilha de informação e no trabalho em rede.

Site: 
www.cabri-sbo.org

Sem comentários:

Publicar um comentário